Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Vanda coerulea’ Category

Call me L´Occitane

Sou mais que Lux, que Dove, que Granado.
Sou muito mais do que um sabonetinho ordinário.

Call me L´Occitane!

Call me L´Occitane,
isso mesmo,
meu nome é a marca do meu cheiro

que não se vende em farmácia
nem mercadinho de bairro.

Não sou atacado,
sou mercado de luxo no varejo:
uma fêmea com perfume exclusivo
para homens premiados.

Preparo banhos, escalda-pés e massagens
com cremes, óleos e ervas afrodisíacas.

Call me L´Occitane
e não se arrependerá
do que verá
e sentirá
por todos os poros.

Read Full Post »

O eterno retorno de Alice


Ela promete um retorno triunfal. Daqueles de tirar o fôlego. De revirar os olhos. A fantasia mais esplendorosa – ou o menor tapa sexo – do Carnaval.

Sim, atendendo a pedidos, Alice vai voltar! Minha colega andou avexada este ano, achou melhor ficar calada, quietinha no seu canto. Mas não se aguenta muito tempo assim, encasulada. Gosta mesmo é de fazer barulho, de falar palavrão, de botar a bunda na janela pra passar a mão nela. Você sabe como ela é. Vai dizer que não conhece aquela safada com carinha de anjo barroco?

Alice vai sair do ostracismo, vai ganhar blog novo, bem simplezinho, mas limpinho. É isso o que importa. Já está preparando os lençóis, a fronha, a ducha e todos os apetrechos da casa nova para receber os convidados. E as convidadas. Uma amiga dela, fiel escudeira, já se ofereceu para escrever também. Ou seja, você vai ler putarias de primeira (ou segunda, ou enésima), escrita por várias mãos. Ou dedos? Dedos são mais úteis e sensuais do que palmas das mãos. E são eles que seguram a caneta. E outras coisas mais… Deixo esse papo para Alice. Aqui é blog de família! Ou quase…

Prepare-se, porque Alice vai voltar a ativa – ou a passiva. Em endereço a confirmar.

Read Full Post »

Cereal matinal

Acordei assim:
com você dentro de mim.

Como foi que entrou aqui?
Pulou o muro?

O Romeu amanheceu faminto,
de pau duro,
e veio comer
a buceta da Julieta?

Onde você está com a cabeça?

Não se esqueça que meu pai
dorme na sala

e se te pega,
te estraçalha,
te pica em mil,

igual cereal matinal.

Read Full Post »

Mr. Hyde

Você virou um monstro.
E eu gosto de monstros.
Principalmente daqueles
que comem
menininhas indefesas
nos cantos escuros
da minha casa.

Read Full Post »

(meu método)

Meu amor,
permaneça imóvel.

Assim mesmo:
o corpo inerte
a mente branca.

Segure os espasmos
contenha os pensamentos
mantenha os olhos estatelados.

Prepare-se:
vou entrar em você.

Sem sonda cateter tubo injeção.

Vou entrar em você.

Não será pela boca ouvidos narinas poros ânus.

Vou entrar em você
suavemente,
sem solavancos.

Meu amor,
não tente entender
meu método único
de amar.

Read Full Post »

Reprise

Está gravado
na minha pele

num lugar secreto
sem receita
nem direito à reprise.

Não sei onde você estava
com a cabeça.

Os pés,
na cabeceira.

O sentido invertido
deu certo.

Eu queria muito
múltiplos
de novo.

Read Full Post »

Cafa

Sabe o que eu acho?
Que você não é macho
o suficiente pra me dizer
“eu só quero te comer”.

Read Full Post »

Confesse:
Você se aproveitava
da minha depressão
pra me jogar de boca
no pau de outros,
porque isso te enchia de tesão.

Até hoje tento esquecer
esse sexo bom
e puto
que me arrastou pro esgoto a céu aberto
onde acordo todas as manhãs.

Read Full Post »

O garoto mais lindo olhou para mim,
levantou meu ego.

Eu queria mesmo que fosse a minha saia.

Read Full Post »

Mocinha

Aos 15 anos,
você era uma criança
com peito e bunda.

Aos 16,
ganhou vida
a sua bucetinha.

Cortou os cabelos
aos 17.

Tornou-se maior de idade dirigindo
para as madrugadas de pó.

E seus 20 anos
enterrou no casulo
de um casamento.

Read Full Post »

Older Posts »