Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Pausa indeterminada

Analu Andrigueti não rega as plantas. Nem esse blog. Foi minguando até sumir. Então, melhor só avisar que lancei um livro novo, o 36 Poses. Que tá lindo! Pode ser visto ao vivo no site da Publicações Iara. E aqui alguns dos poemas favoritos que estão nele. São 36 retratos feitos em palavras, divididos em dois “filmes”, 12 poses de pessoas anônimas, que vi ou imaginei no metrô, na rua, nos meus caminhos. E mais 24 poses de conhecidos, ou inventados íntimos. Lá vai.Leves lordoses

Cabelos de Marilyn_Analu Andrigueti

Você é o diretor_Analu Andrigueti

Anúncios

Read Full Post »

Estou apaixonada. Por Morfeu. E dei para pedir o sofá dos amigos emprestado, na cara de pau. No domingo, cochilei na casa de uma amiga que estreava seu bate-prego. E ontem, enquanto um amigo ouvia o Jornal Nacional no penúltimo volume. É genético. Meu pai é meu mestre. Acabou de almoçar, sai da mesa à francesa, liga a TV e tira aquela soneca. “Soninho da beleza”, como diz um colega meu, jornalista famoso. Por suas máximas, não por suas virtudes estéticas.

Read Full Post »

TV Gazeta fez matéria sobre Walking Gallery. Movimento surgiu em Barcelona, há três anos. Artistas caminham carregando suas obras, uma forma de levar arte até o público, de chamar a atenção. Eu participei dessa segunda edição, no Centro, como primeira poeta. A próxima deve ser na Paulista, em agosto.

Veja a matéria: http://www.youtube.com/watch?v=fVIJmavQNZE&feature=plcp

 

 

 

 

 

 

 

 

E consegui arrastar o meu amigo, artista plástico e escritor, Luis Díaz!

Read Full Post »

A dona da cura

Você chegou na minha casa
com olhos atrasados,
mortos-vivos,
que eu nunca tinha visto
tão de perto.

Tive certeza.

Olhos aflitos
– que não estão aqui –
tentam alcançar o corpo.

Você pediu para fumar.
Eu não tinha cinzeiro.

Pediu desculpas.
Pediu dinheiro.

Ofereci comida:
“tome um copo de leite pelo menos”.

Contou-me das contas cortadas,
dos 10 quilos perdidos,
da família que nem te olha na cara.

Meus olhos atônitos.
Seus olhos vazios,
anônimos.

Olhos sem olhar.

Read Full Post »

Constatação

Se hoje sou graveto velho,
daqueles que esfarela com um sopro,
amanhã serei figueira
com raízes que ultrapassam calçadas.

Nada melhor do que um dia após o outro!

Read Full Post »

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia significa “desenhar com luz”. A técnica de gravar imagens foi inventada em 1826. Parece muito tempo, mas não é. Assim como a fala e a escrita, a fotografia também é uma linguagem, uma forma que nós encontramos para nos comunicarmos, para nos expressarmos. A fotografia pode contar uma história, descrever um ambiente, discutir uma situação. O sonho do ser humano era registrar a realidade, capturar e “congelar” a imagem de lugares e pessoas. E como somos seres criativos e cheios de opinião, não bastava apenas copiar ou reproduzir a realidade. Começamos a recriar a realidade por meio da fotografia, antes com técnicas simples na hora de fotografar ou revelar o filme e, atualmente, com o computador. As mídias digitais realmente abriram um grande horizonte no mundo da fotografia. O Photoshop pode apagar o umbigo feio das modelos, alterar a cena de um crime, juntar pessoas que foram fotografadas separadamente. Ou separar quem estava junto. Mas não é a câmera profissional, nem o Photoshop, nem o celular que faz a foto. Somos nós, com nossos olhos, nosso cérebro e nosso coração – e o dedo que aperta o botão também, claro. E a fotografia é uma escolha – mesmo que automática. De luz, de ângulo, de clima, de momento.”

Read Full Post »

Blog da CBN

Já faz um tempinho – santa de casa não faz milagre… – que a Simone Magno, jornalista carioca que fala e escreve sobre literatura na rádio CBN, me mandou por email perguntas simpáticas para o blog dela, Tempo de Letras.

Vejam as respostas abaixo, clique aqui ou no link:
http://colunas.cbn.globoradio.globo.com/platb/tempodeletras/page/2/

Ficou bem legal.

Valeu, Simone!

Read Full Post »

Older Posts »