Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \20\UTC 2012

A dona da cura

Você chegou na minha casa
com olhos atrasados,
mortos-vivos,
que eu nunca tinha visto
tão de perto.

Tive certeza.

Olhos aflitos
– que não estão aqui –
tentam alcançar o corpo.

Você pediu para fumar.
Eu não tinha cinzeiro.

Pediu desculpas.
Pediu dinheiro.

Ofereci comida:
“tome um copo de leite pelo menos”.

Contou-me das contas cortadas,
dos 10 quilos perdidos,
da família que nem te olha na cara.

Meus olhos atônitos.
Seus olhos vazios,
anônimos.

Olhos sem olhar.

Read Full Post »

A chupeta azul claro
tem um rosto
negro
nas beiradas.

Para não perder,
a mamãezinha amarrou um cordão
na blusa com um pregador de roupas
nojento
de madeira escurecida de tanta baba e mofo.

Olhos atentos
grandes e mudos,
e a chupeta só chup chup chup.

Falta comida naquela boca.

E a mamãezinha de vestido Geyzi
só na paquera com o cobrador.

Read Full Post »