Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \18\UTC 2010

Cafa

Sabe o que eu acho?
Que você não é macho
o suficiente pra me dizer
“eu só quero te comer”.

Read Full Post »

Risca de giz

Eu não me sinto mal
em só te querer
pela metade:

o terno risca de giz
sem o paletó

só as calças
– abertas –
com vista
para a boxer preta Calvin Klein

comprada às dúzias pela internet com cartão Platinum Gold Special Plus.

Read Full Post »

Betoneira

Não sei onde foi parar o João Cabral que você me deu. E descolando da primeira página, o post it amarelo, dos grandes, com a dedicatória: “amo você uma betoneira”. Muito mais elegante e intenso do que arrastar um caminhão. Você deve ter copiado de alguém, mas tudo bem. Finjo que é só para mim. Sua letra pequena, quase de forma, professoral, rabiscada às pressas depois da aula de sexta-feira. Só mais um café antes de pegar a estrada. Melhor no balcão, de costas. Prefiro chá de jasmim, daquele da latinha amarela. Silêncio. Você sabe que eu sei. Suspiro. Comprou o terno, não tem volta. Ela não sabe de nada. Até mandou o convite. Mas eu não vou, não quero ver. Basta saber. E a betoneira, não valia nada?

Read Full Post »

Tapa

É uma mistura de várias saudades,
de coisas tempos pessoas,
girando no fundo do copo de whisky.

Um vazio
longo,
em forma de cachecol,
enrola suavemente meu pescoço
até me sufocar.

Respiro, aflita.
Olhos estatelados.
Boca roxa.

Até que a realidade
me dá um tapa nas costas
bem forte, quase soco,

para desengasgar
as migalhas do que já passou.

As saudades
são confetes desbotados
que sobraram nos cantos do salão de baile.

Read Full Post »

Copa cabana

Roubaram meu brinquedo novo.
Tô triste feito fim de namoro.

Agora que a minha Copa acabou
vou embora pra Copacabana.

Lá não sou amiga de ninguém.
Posso esconder as lágrimas no mar,
correr na praia
e berrar bem alto:
“GOL”

E fingir que o Brasil ganhou.

Read Full Post »