Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\UTC 2009

Eu preciso aprender a voar
nem que seja baixinho
rasante
ou aos pulos
como as galinhas
e os louva-deus.

Nem que seja
como um filhote
que às vezes levanta vôo
e outras despenca
das nuvens.

Eu preciso aprender a voar
nem que seja
por um segundo,
sem sair do lugar.

Anúncios

Read Full Post »

Fliporto para depois

Amigos e visitantes deste blog,

O vídeo fez sucesso mas o prêmio não veio. Vou ficar por aqui mesmo, na terra da garoa que não tem verão, e Porto de Galinhas só no ano que vem. 

Quem não viu “Lição de casa” assista AQUI.

Agradeço a equipe maravilhosa que trabalhou duro nesse projeto – meu primeiro poema filmado – e a todos vocês, que viram e votaram no vídeo.

Para conhecer os vencedores, cliquem AQUI.

Bjs,
Analu

Read Full Post »

Vote em mim!

Pessoal,
Tudo bem? Meu vídeo  “Lição de Casa”, baseado no poema de mesmo nome (também conhecido como “Catapora”, é um dos finalistas do Prêmio Internacional de Poesia ao Vídeo, da Fliporto! Está entre os 70 classificados dos 330 inscritos.

Please assistam, votem e repassem para os amigos. Tanto os vídeos quanto a votação estão por ordem alfabética. Direto no “L”, hein?!Agradeço de coração a todos os participantes… e a quem votar em nós!!! Depois eu pago uma cerveja para vocês. hehe.VOTE AQUI:

Foi um trabalho há várias mãos (e cabeças) com Fernando Muylaert (direção), Larissa Castro (pequena atriz), Juliana Muylaert (grande atriz), Emiliano Castro (trilha sonora, violão de 7 cordas e cavaquinho), Andre Caccia Bava (gravação), Eduardo Muylaert e Helo Mello (fotografia still), Ilana Bessler e Marcos Kubota (assistentes de fotografia).

 

 

ou use o link abaixo.
http://www.fliporto.net/votacao2
Bjs,
Analu Andrigueti

Read Full Post »

Pas de deux

Dormir junto é uma arte,
um esporte olímpico
– maratona sagrada -,
um ballet sem música
nem coreografia ensaiada.

São dois pra cá, dois pra lá
até o dia raiar.

Quero dormir sem escalas
atravessar a madrugada.
Encaixe seu corpo no meu,
a frente das suas coxas
no verso das minhas
seu peito colado
nas minhas asas.

São dois pra cá, dois pra lá
até o dia raiar.

De olhos fechados
você sabe onde estou.
Ocupa pouco espaço
não puxa toda a coberta,
esquenta meus pés.

São dois pra cá, dois pra lá
até o dia raiar.

Depois do kama sutra
nada melhor 
do que a posição “nana neném”.

Read Full Post »

Três bichos que eu morro de medo:
rato,
barata,
e ex-mulher.

***

Socorro!
Tem um leão na minha cama,
pronto pra me engolir
numa só dentada.

Ele ainda não sabe
mas quem manda
nessa mata
sou eu.

***

O pintinho dele cresceu
e virou um lagarto.

Não era pra ser um galo?

***

Ato falho.
Olhei as banhas dela
e chamei a Doutora Jubran
de jubarte!

Read Full Post »

Mar
doce
mar.

***

Vida de solteira:
Muita ressaca
e a rede vazia.

De dia,
pé na areia.
De noite,
pé na jaca.

***

Até para Yemanjá
está difícil
te despachar
pra´quele lugar.

Read Full Post »

Carta Capital_01-10-09

Pessoal,
Samir e eu estamos na revista Carta Capital dessa semana! Na verdade, eu apareço nessa foto linda que o Edu Muylaert clicou, como dulpa do Samir num projeto muito bacana, que muitos de vcs já conhecem: Palavras Íntimas, literatura nas calcinhas da Sto Pecado.
Sou fã do Samir. Ele é um cara genial e muito bacana. Conheci na oficina do Marcelino Freire, no B_arco.  Recomendo os livros e a “filosofia” dele, que luta karatê, fala baixo, põe a mão na massa para produzir seus livros e é gente fina.

Leia a matéria AQUI

Read Full Post »

Older Posts »